domingo, 27 de março de 2011

Nos porões da "farmácia"

Sobre as mentiras que contam pra gente quando vamos a farmácia, pode ser você cliente e pode ser o farmacêutico assalariado querendo pagar suas contas

Quando me contrataram pra trabalhar, fizeram entrevistas pra me conhecer, saber minhas pretensões e expectativas, ler meu "curriculum". Fui 3 vezes, liguei várias, corri atrás. Fizeram exigências e ditaram o que esperavam do profissional que seria admitido, o q esperavam dele, etc etc etc...
A proposta era boa, as condições de trabalham tb pareciam ser promissoras.
Mal sabia o que me aguardava....

Há mais de 10 anos estou nesse ramo, há altos e baixos na profissão, até aí normal. Mas algumas coisas ainda me surpreendem, infelizmente de maneira negativa. Quando me formei, a Anvisa criou uma série de normas para tentar melhorar e padronizar as farmácias. Algumas medidas foram e ainda são arbitrárias, nem tudo é perfeito. Mas 10 anos depois devo reconhecer que muita coisa melhorou. E as farmácias se adequaram, investiram, mudaram para melhor. Mas algumas coisas não mudam nunca: a ambição, a falta de ética de alguns donos de farmácias (farmacêuticos ou não), enfim, ainda estamos longe de ter uma farmácia ideal. Não posso generalizar, mas algumas bem famosas não passam de "por fora bela viola, por dentro pão bolorento".

Pois bem, é aí que veio a surpresa: o que parecia uma bela viola se revelou um tremendo pão bolorento: laboratórios sujos, sem controle de temperatura e umidade, não vou entrar em detalhes pq quem é leigo só precisa saber que, se fizesse o medicamento lá, não faria o efeito desejado e talvez até fizesse mal.

Vocês já assistiram "Obrigado por Fumar"? Pois assistam e imaginem que foi mais ou menos que me senti quando precisei começar a mentir para "pagar a hipoteca". Sim, mentir! A palavra mentir soa mal? Então entenda bem, a empresa nunca falou com todas as letras "M-I-N-T-A", ela só diz pra não dizer pros clientes o que um medicamento realmente é, entendeu? É mais ou menos assim, o médico prescreve hidrocortisona, mas eu não posso falar pro paciente dele que ele toma corticóide. Como? Se em qualquer Google da vida a gente sabe que hidrocortisona é corticóide? Essa assistência farmacêutica eu não conheço, nos meus 10 anos de profissão. É no mínimo anti ético. Mas pq não posso explicar pro paciente o que ele está tomando?Não posso dizer pq senão assusta o cliente e ele não faz aquilo que o médico quer que ele faça pra ganhar a sua porcentagem de comissão. É isso mesmo, muito médico ganha comissão em cima do seu medicamento. Sabe quando o médico fala assim: faça seu remédio em tal lugar pq lá eu confio? Já ouviu isso? Então fuja, pq ele na verdade quer dizer: faça seu medicamento lá pq lá eu tenho certeza que vão pagar minha comissão certinho. É assim que infelizmente funciona. Claro que há excessões, sempre há, graças a Deus. Mas desconfie sempre.

Vcs devem estar se perguntando: Pq diabos então vc continua trabalhando lá? Eu respondo: pq preciso pagar minha hipoteca !

E tem mais, muito mais, outro dia eu conto.

2 comentários:

  1. Acho que em todo lugar é assim, e faço isso, compro em outro lugar.
    Não desanime,muita coisa já mudou e temos que acreditar que muita vai mudar, para melhor!
    Bj e boa sorte!
    Helia
    http://noticiasdecascais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu tb quero acreditar q. sim, q. as coisas vão melhorar. Não vejo a hora de arranjar um emprego ético. Bjs e obg.

    ResponderExcluir