segunda-feira, 20 de julho de 2009

A beleza de uma alma que se foi

Diante da beleza da natureza, não há necessidade de palavras, apenas contemplação.
Essas flores me lembram uma pessoa muito especial que se foi este ano, ainda choro de saudade, não com tanta frequencia. Quando a saudade pára de doer e se transforma numa bela lembrança?

Nenhum comentário:

Postar um comentário