quinta-feira, 26 de março de 2009

"Passou a diligência pela estrada, e foi-se;
E a estrada não ficou mais bela, nem sequer mais feia.
Assim é a ação humana pelo mundo fora.
Nada tiramos e nada pomos; passamos e esquecemos;
E o sol é sempre pontual todos os dias."

Alberto Caeiro


É com ele, ninguem menos que Alberto Caeiro, que abro esse blog. Há tempos não lembrava o prazer dos poemas, mas não quero mais apenas passar e esquecer...

Um comentário:

  1. Adorei e já estou aqui para te prestigiar.......Parabéns por mais esta grande iniciativa......bjcas e obrigada por me colocar aqui tbm ( mimo do Mimi )rsrrsrsrs.....

    ResponderExcluir